quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Mudando a alimentação, buscando mais saúde! - 25 Antes dos 25

Acredito que seja possível ser mais saudável de um modo simples, sem ter que ingerir semente de linhaça, quinoa, chá verde e todas essas coisas que vemos por aí. Para saber como, continue lendo sobre o 11º item de minha lista!

É engraçado como que o nosso modo de vida acaba ditando nossos hábitos no dia a dia, seja no quesito alimentação como no de exercícios físicos. Aqui em BH nunca tive que preocupar em comprar comida por morar com meus pais, mas durante meu intercâmbio em Portugal tive que aprender a me virar. Felizmente minha amiga brasileira que morava comigo também gostava muito de frutas e legumes e era animada na cozinha como eu, o que nos levou a ter uma vida bem saudável por lá.

É claro que o preço das coisas foi determinante para isso também, pois suco era mais barato do que refrigerante, pão integral era quase preço de pão normal e frutas/verduras em geral não eram caras. Era possível ser bem saudável gastando pouco. Voltando pros trópicos, uma das coisas que mais senti falta foi justamente essa questão da alimentação, pois aqui é o contrário: barrinhas de cereal, frutas, iogurtes e sucos são bem mais caros do que um pacote de biscoito recheado, um salgadinho ou um refrigerante. Com isso é claro que acabei voltando aos velhos hábitos - e olha que estou falando de pequenas coisas pois aqui em casa felizmente podemos arcar com os custos de uma alimentação mais balanceada. 

Para reverter isso, decidi que uma das minhas metas este ano seria seguir algumas "regras" em relação ao que como, buscando um padrão de vida mais saudável. Isso inclui: 

1. Comer pelo menos 3 porções de fruta por dia
É bem simples na verdade: uma no café da manhã, outra depois do almoço e outra no lanche da tarde/depois do jantar. Às vezes faço um suco de laranja mesmo para o almoço com umas 2-3 laranjas, o que já "mata" a fruta da tarde (que normalmente é mais difícil porque não é toda fruta que dá pra levar pra todo lugar) ou da noite (rola uma preguicinha, especialmente nesses dias frios.. hehehe).

2. Quanto mais cores no prato melhor
Em algum lugar eu vi que o ideal era ter pelo menos 5 cores no seu prato todo dia. Parece muito, mas nem é tão difícil assim, pois só o arroz, o feijão e a carne já dão 3 cores. Assim é só pegar mais 2 cores na salada ou nas verduras pra complementar! 

3. Diminuir ao máximo o consumo de bebidas/comidas industrializadas
Esse já é um item mais difícil, pois querendo ou não acabamos ficando meio que reféns das comidas industrializadas no dia a dia, principalmente pela praticidade. Então estou tentando trocar sempre refri por suco, bolachas recheadas e pães industrializados por roscas, biscoitos ou pães caseiros (como essa foccacia), salgadinhos/frituras por pão de queijo/lanches assados etc. 

4. Consumir mais sobremesas de fruta do que sem fruta
São muitas as opções nesse quesito: exemplos são essa mousse de morango ou esse pavê de limão. Para quem quiser algo mais light e ridiculamente fácil de ser feito, é só se inspirar nessa receita de maçã recheada (btw, esse canal da Disney é puro amor!). Fiz e deu super certo, mas é claro que tive que substituir alguns ingredientes...hehehe

5. Evitar comer bobagem por ataque de fome
Quando se está com muita fome fica bem mais difícil resistir àquela barra de chocolate ou ao Duplo Stacker do Burguer King ou aos mil salgadinhos daquela festa. Geralmente comemos mais rápido quando estamos famintos, o que atrapalha a sensação de saciedade; não só comemos coisas mais calóricas como comemos mais! Pra evitar ao máximo essa situação, tento sempre comer de 3 em 3h, andar com uma barrinha de cereal na bolsa e jantar/lanchar algo leve antes de eventos (a famosa sopinha pré-festa do Tancredo Neves!).

Uma coisa que ainda estou lutando pra cumprir é beber 2 L de água por dia; dizem que marcar a garrafinha de água ajuda. Vamos ver se funciona...

E você? Tem mais alguma dica simples para uma alimentação mais saudável? Compartilhe com a gente! :)

Marque sua passagem por aqui!