segunda-feira, 13 de outubro de 2014

O famoso "formei, e agora?" - 25 Antes dos 25

Taí uma dúvida que assombra muita gente. E comigo, é claro, não foi diferente né? Mesmo que as coisas não estejam 100% definidas no momento, já considero isso como meta cumprida! E a seguir farei uma breve reflexão sobre o assunto, falando um pouco sobre como sair do olho do furacão... Espero que o post possa ajudar alguém! :)

Sempre penso que temos que escolher muito cedo a profissão que em teoria iremos seguir até o resto de nossas vidas. Não é à toa que muita gente fica perdido; começa faculdade e larga por emprego; troca um curso por outro etc. Uma coisa que acaba sendo um agravante é que nossa geração é por definição inquieta, multi-task, parte da sociedade da informação. Se antes, na geração dos nossos pais, parecia que havia somente um ou alguns caminho(s) "certo(s)", hoje em dia é o oposto.

Mas vamos supor que você conseguiu se formar. Em primeiro lugar, parabéns, pois isso não é fácil! Só que passando o momento de celebração, está um mar de escolhas, composto por empregos, trainees, pós-graduações, especializações, cursos de línguas, cursos de inverno, cursos de verão, congressos, outra faculdade... O que fazer? Qual o melhor caminho a seguir?


Não cabe a mim dizer. Cabe a cada um fazer uma reflexão profunda sobre si mesmo, seu perfil, seus gostos, suas habilidades, isso sim. Sem autoconhecimento, nada feito. É como ir no supermercado com fome: você vai gastar mais tempo pra no final acabar escolhendo um tanto de coisas que não eram bem o que você queria. 

E não adianta ir seguindo a opinião dos outros ou fazer o que está "na moda". Se você não tiver pelo menos um pouco de certeza de que é aquilo que você realmente quer, se você não gostar daquilo ou não tiver metas, você irá ficar pulando de um lugar pra outro sempre com aquele sentimento de insatisfação e confusão dentro de você. Nessas horas vale se trancar no quarto, ir ao psicólogo, bater papos-cabeças com os amigos e a família, procurar profissionais...


Ok, já analisei no que sou bom, qual é a minha maior habilidade, o que me faz feliz profissionalmente, como meu perfil se encaixa no emprego que eu quero etc. Hora de fazer um plano B, pelo menos. Assim como você teve que pensar em qual é a sua maior habilidade, faça a mesma coisa com suas outras habilidades, conjecturando cenários profissionais relacionados a cada uma delas. E enquanto seu plano A dá certo, leve seus planos B, C etc como hobbies!

Um obstáculo é quando seu plano A não existe na sua cidade, estado ou mesmo país. Então há mais uma coisa a se considerar na balança: a sua disponibilidade/habilidade de estudar/trabalhar longe de sua família, amigos etc. Tem gente que tem o sonho, mas não tem o perfil, nada de errado nisso. E tem gente que tem tudo, menos oportunidade($)...

Nesses casos, o jeito é procurar exaustivamente uma chance (na internet, ir em feiras etc) ou ficar um tempo guardando dinheiro para poder realizar o seu sonho. E é fundamental se preparar corretamente até que a oportunidade surja - e quando ela surgir, não ter medo de abraçá-la! Coragem!


Hoje em dia com internet quase sempre à mão e dispositivos móveis em qualquer lugar, fica bem mais fácil superar as dificuldades relacionadas com essa preparação. Há muitos recursos gratuitos para aprender idiomas, como o Livemocha e o MosaLingua. Já utilizei ambos e recomendo. Para quem precisar fazer exames de proficiência como o TOEFL, saiba que há muito material disponível na internet e na própria página do ETS, além do curso MyEnglishOnline da CAPES/MEC. O mesmo vale para o exame GRE, para quem almejar estudar nos Estados Unidos. Muito material na página oficial e aplicativos não faltam (recomendo o GRE Prep, o Painless GRE e o GRE Tests, todos gratuitos!).

Resumindo tudo o que falei até agora, temos: autoconhecimento, busca por oportunidades e preparação, não necessariamente nessa ordem! Aliás, isso é um trabalho cíclico ou até mesmo contínuo, pois as pessoas mudam com o passar do tempo, não é mesmo? Mas se você se sentir perdido, lembre-se dessas três coisas que isso já ajuda bastante mesmo! Me ajudou pelo menos - rumo a uma pós relacionada com jogos digitais e meu limite é o mundo! ;)

Marque sua passagem por aqui!